Scroll Top

Saúde Mental

3 dicas para a saúde mental dos idosos

A expectativa de vida do brasileiro é de quase 80 anos. Isso pode ser ótimo, porque indica que ainda há muita vida depois da aposentadoria. Nesse período é preciso que o adulto possa estar ativo e sentindo que tem seu [...]

A expectativa de vida do brasileiro é de quase 80 anos. Isso pode ser ótimo, porque indica que ainda há muita vida depois da aposentadoria. Nesse período é preciso que o adulto possa estar ativo e sentindo que tem seu papel na sociedade.  Do contrário, é possível que ele não consiga evitar a depressão e tenha um grande desgosto pela vida. Então, veja 3 dicas para a saúde do mental do idoso e crie uma vida incrível.

Para ter um estilo saudável, não basta apenas fazer ginástica e ingerir alimentos pouco calóricos. É preciso que as emoções e pensamentos estejam em ordem. Afinal, saúde, segundo a OMS, engloba o ser humano de maneira completa e não apenas a parte física.

Entenda melhor como o idoso pode preservar sua vitalidade, mesmo depois dos 60.

5 dicas para a saúde mental dos idosos

Manter a saúde mental envolve ter as funções cognitivas em bom estado e também ter os pensamentos saudáveis. Muito além das doenças degenerativas, a amargura, as mágoas e problemas de depressão indicam que há problemas de saúde.

Para evitar isso, veja 3 formas que podem ser utilizadas para melhorar a qualidade de vida depois dos 60 anos.

1. Manter contato os amigos

Talvez seja mais difícil preservar amigos antigos, porém é fundamental ter um círculo social adequado. Por isso, o ideal é fazer contato com pessoas de gostem dos mesmos assuntos, frequentem lugares parecidos e tenham afinidade.

Estar com quem faz bem ajuda para cuidar da saúde mental e emocional. Dessa forma, a sensação de abandono ou solidão fica longe do idoso e é possível ter mais alegria em sua rotina.

2. Ser voluntário

Ao parar de exercer um trabalho fixo, não é difícil surgir o pensamento negativo de incapacidade. Contudo, mesmo sem estar em um emprego, a pessoa com mais de 60 anos pode atuar em causas que acredita.

Para isso, basta ser voluntário em uma instituição de caridade. Podem ser em vários setores, como: mulheres em situação de vulnerabilidade, programas religiosos, crianças carentes, preservação ambiental,  animais abandonados etc. Apenas é preciso encontrar algo em que o idoso possa ajudar.

 

3. Aprender algo totalmente novo

Para retardar o envelhecimento, que vem com doenças neurodegenerativas, como mal de Parkinson e Alzheimer, é preciso manter a plasticidade cerebral. Isso significa que o cérebro deve estar ativo e sempre conhecendo algo novo para continuar funcionando corretamente.

 

Alguns exemplos de atividades novas para investir são:

 

  • artesanato;
  • dança;
  • yoga;
  • meditação;
  • bordados;
  • pintura;
  • gastronomia;
  • música;
  • fotografia;  
  • internet;
  • xadrez;
  • dama;
  • caça-palavras;
  • sudoko;
  • bordados etc.

 

Nunca é tarde para começar a aprender algo diferente. Mesmo que o idoso sinta mais dificuldade, é essencial lembrar que o objetivo do curso é ser divertido. Ou seja, não é preciso haver uma competição com os colegas, o que apenas seria prejudicial.

 

Essas 3 dicas para a saúde do idoso são preciosas para chegar à melhor idade com alegria e sentir prazer em aproveitar cada dia. Não é preciso sofrer com estresse, ansiedade e nervosismo pensando apenas em dores e doenças.

 

Claro que algumas enfermidades são decorrentes do tempo, mas manter o foco em atividades divertidas é importante. Além disso, essa visão ativa pode ser o que falta para garantir mais qualidade de vida após os 60 anos.

 

O que achou do artigo? Conte nos comentários qual dessas atividades mais interessou e já colocará em prática essa semana mesmo.

 

Fique Atualizado!

Redação

Sobre o autor

Saiba mais!

Comentários

0 Comentários

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo: