Scroll Top

Saúde

Cuide da sua saúde eliminando pragas e vetores de doenças

As pragas urbanas e vetores são insetos ou animais que podem transmitir doenças de forma direta ou indireta. Por isso, é fundamental manter sua casa livre desse incômodo. Então, cuide da sua saúde eliminando pragas e vetores de seu lar. [...]

As pragas urbanas e vetores são insetos ou animais que podem transmitir doenças de forma direta ou indireta. Por isso, é fundamental manter sua casa livre desse incômodo. Então, cuide da sua saúde eliminando pragas e vetores de seu lar.

Entre as infestações mais comuns estão: moscas, baratas, ratos, formigas, pombos, morcegos, entre outros. Elas surgem por diversos motivos, como o acúmulo de lixo, descarte de forma incorreta e o desequilíbrio ecológico.

Entenda mais sobre como fazer o controle de pragas e vetores em sua casa.

Como as pragas e vetores podem prejudicar a saúde?

Esses intrusos domésticos podem fazer um grande mal para o bem-estar de uma pessoa. Além de atacar a despensa e contaminar alimentos, eles também podem causar muitas doenças. Veja quais são as mais comuns:

  • Ratos: leptospirose, peste bubônica, entre outras.
  • Pulgas: micoplasma, dipilidium etc;
  • Morcegos: histoplasmose, marbug, hendra vírus e outras;
  • Carrapatos febre maculosa, lyme, erlichiose babésia, entre outras;
  • Mosquitos: dengue, dirofilariose, Leishmaniose etc;
  • Moscas: miíases, bernes e outras;
  • Baratas: febre tifoide, pneumonia, conjuntivite e até lepra.

Esses casos são muito perigosos, porque podem levar a complicações graves na saúde e até mesmo à morte. As doenças causadas pelas pragas e vetores são consideradas dificuldades sérias para a saúde pública.

No Brasil, o mosquito Aedes Aegypti fez diversas vítimas. Além da dengue, ele ainda pode causar zika, chikungunya e febre amarela. A maior causa de seu aparecimento é a falta de cuidado com a água parada. Fato que seria evitado ao prestar mais atenção para o lixo, como garrafas, latinhas e pneus usados.

Como evitar ou eliminar pragas e vetores?

Ao tomar cuidados básicos é possível combater a presença desses visitantes indesejados. A maior precaução sempre será manter os ambientes limpos, sem acúmulo de objetos ou restos de alimentos expostos, o que pode atrair as pragas e vetores. Confira o que fazer para evitar a presença desses intrusos urbanos:

 

  • Manter as janelas vedadas com tela;
  • Conservar os alimentos bem fechados;
  • Utiliza proteção nos ralos;
  • Colocar os restos de lixo em locais adequados;
  • Não alimentar os pombos, já que eles podem ficar acostumados;
  • Remover buracos nas paredes para evitar o aparecimento de traças;
  • Realize a dedetização regular de sua casa com uma empresa de confiança.

Quais os tipos de controle de vetores?

Dependendo do nível de infestação, há diferentes formas de eliminar os intrusos indesejados. Existem 3 formas para fazer o controle de pragas e vetores em um local, eles são:

  • Controle Biológico;
  • Controle Mecânico;
  • Controle Químico.

 

O controle biológico é completamente natural. Para aplicar essa técnica basta colocar um predador do inseto em questão. Por exemplo, aves podem acabar com as formigas e os gatos são uma grande ajuda para combater ratos em um ambiente.

 

Já o controle mecânico também é conhecido como ambiental. Ele é feito com ações humanas para reduzir o local de reprodução da praga ou vetor. Ou seja, é o caso de remover pneus antigos, latas sem uso ou garrafas descartadas. Há também outras  formas, como colocar armadilhas para os insetos, telas ou mosquiteiros.

Por fim, o controle químico deve ser realizado por uma empresa especializada em dedetização. Nesse método são utilizados inseticidas para acabar com as pragas e vetores de um local.

Com essas dicas é possível cuidar da sua saúde e eliminar as pragas e vetores. Muitas doenças podem ser evitadas apenas tomando alguns cuidados. Então, proteja sua família e seus vizinhos.

Gostou do artigo? Que tal compartilhar essas informações com seus amigos nas redes sociais?

 

Fique Atualizado!

Redação

Sobre o autor

Saiba mais!

Comentários

0 Comentários

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo: